Blog - Gestão Empresarial - Resultados


   6.2 - SÓ UMA "POLÍTICA DE CAIXA" PODE MANTER EMPRESAS VIVAS

Veja mais emhttp://cfi-pe.com.br/noticias.php?id=5 )

"Caixa " e somente "Caixa " é o combustível que pode manter as empresas rodando, diz Bill McGuiness no seu livro Cash Rules, que pode ser traduzido para o português como "O Caixa Manda". Não importa o quanto a sua empresa é lucrativa, vende muito ou tem receitas espetaculares, se você ficar sem "caixa" você estará fora do negócio.

 "O fato triste é que as maiorias das empresas que entram em problemas são lucrativas quando pedem concordata ou falência" diz o autor. O problema nesses casos não está nos produtos ou nas vendas, mas numa pobre compreensão da dinâmica do " cash flow" e sua realidade. Muitas empresas conseguem sair do "buraco", mas muitas não conseguem. Boas pessoas. Boas idéias. Produtos de primeira qualidade. Uma boa base de clientes. Uma boa estrutura de pesquisa e desenvolvimento. Para boa parte das empresas, tudo está perfeitamente correto exceto que todas essas pessoas realmente talentosas que fazem a empresa não estavam na "sala de aula" quando o professor ensinou a importância do "caixa" numa empresa.

E para se ter um "caixa forte" são sete fatores que precisam ser monitorados com cuidado pela empresa: 1. Crescimento de Vendas; 2.Margem bruta; 3.Despesas gerais, administrativas e de vendas; 4.Contas a receber; 5.Contas a pagar; 6.Estoques; 7.Despesas de capital. 

O mais importante de todos é, sem dúvida, o crescimento de vendas. É óbvio que há uma conexão direta entre o crescimento ou diminuição das vendas e o caixa na empresa. No entanto, ocrescimento das vendas pode ser um misto de alegria e tristeza para a empresa. 

O motivo é que o crescimento de vendas toma caixa. Quase sempre você precisa investir mais para aumentar vendas e isso poderá fazer crescer suas despesas de vendas. Toda empresa tem uma chamada "sustentabilidade do caixa". Se a empresa começa a crescer além da sua "sustentabilidade de caixa" ou desse limite ou limiar, o caixa sofre. O trabalho é calcular, com cuidado, até quando vale a pena crescer sem comprometer demasiadamente o caixa. Se você conseguir atingir esse delicado limite, sem dúvida, a sua empresa poderá crescer indefinidamente.

Assim, é importante a empresa alinhar a medida de performance da empresa à margem bruta mais do que ao volume de vendas. Assim como a estratégia de precificação dos produtos e seu impacto na margem bruta. Assim como o impacto dos canais de distribuição na margem bruta, bem como maximizar o uso de estoques perecíveis e que não possam ser vendidos – se a venda não for feita a tempo.

Estamos novamente numa fase de guerra de preços. O desespero bate à porta de nossas empresas e aí reside o perigo. Na ânsia de vendermos, de desovarmos o nosso estoque, cometemos verdadeiras ações suicidas no mercado, através de duas armas mortais para a empresa: desconto e prazo.

Tenho visto com grave preocupação, empresas de um mesmo setor encontrarem mercados absolutamente prostituídos através de seus próprios concorrentes. Há uma verdadeira selvageria no mercado que não deve e não pode continuar sob pena de todos sairmos perdendo e perdendo muito.

Vale aqui ressaltar que se o momento é de muitos concorrentes, com qualidade semelhante e preços similares, é justamente nesses momentos que conhecemos a verdadeira competência do empresário. No auge da competição temos que usar todos os meios disponíveis de diferenciação de nossa empresa, de criatividade e inteligência, antes de irmos destruindo o mercado, viciando o consumidor, acabando com nossa rentabilidade empresarial, comprometendo o nosso negócio.

A "Guerra de Mercado" não poupa ninguém. Todos saem feridos e muito. Alguns poderão até morrer. Outros poderão ter a ingênua ilusão de vencedores, porém o tempo lhes mostrará que:

 

No mercado, só vencerão os que compreenderem totalmente o valor de termos na empresa uma rígida "política de caixa".

 

O conselho para o sucesso de sua empresa é: “Sente no seu caixa!”.

 

* Este artigo foi publicado com a autorização do autor, Professor Luiz Almeida Marins Filho, dentre outros, Presidente da ANTHROPOS CONSULTING (1984) e da ANTHROPOS MOTIVATION & SUCCESS (2001), empresas pioneiras na utilização da Antropologia no desenvolvimento empresarial. 

 

Seu impressionante Currículo e seus produtos e serviços podem ser encontrados em sua web site: http://www.anthropos.com.br 

Ficamos a disposição para maiores esclarecimentos, atenciosamente,

 

CFI - Consultoria Financeira Inteligente Ltda.

www.cfi-pe.com.br - Fone: 0.81.3428.5151 

Fale Conosco: http://cfi-pe.com.br/contato.php

 



Escrito por Grupo CFI às 16h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


6.1 - PRECIFICAÇÃO CPV (CMV) x MARKUP = PV

                                         6.1 - PRECIFICAÇÃO CPV (CMV) x MARKUP = PV 

Veja mais emhttp://cfi-pe.com.br/noticias.php?id=5 )

Considerando o trabalho que desenvolvemos nas empresa para definição de uma política para Formação do Preço de Venda (PV) através do MARKUP, gostaríamos de passar informações adicionais conforme abaixo:

Baseado no Livro "Manual de Formação de Preços - Autor: Luiz Antonio Bernardi"

  1. MARK-UP NÃO É LUCRO DA VENDA (Item 7.3.4.2 do citado livro);
  2. Como calcular o mark-up (Item 7.3.4.3 do citado livro - "O preço deve ser suficiente para cobrir os custos, as despesas e os impostos e propiciar um lucro na venda; assim, considerando-se os elementos, desenvolve-se a estrutura do mark-up, cujo preço é igual ao somatório dos elementos:"

(Custos + Despesas + Impostos + Lucro = Preço de Venda)  essa fórmula é a estrutura para definição do MARK-UP.

 

FÓRMULA PARA LUCRO PRESUMIDO:

 

1)    PRODUTO: Observando-se a situação do Cadastro de Cada produto;

2)    Exemplo: (ICMS = 17,00%) + (IPI = 5,00%) + (PIS+COFINS+CSLL+IRPJ = 5,93%) + (COMISSÕES = 1,00%) + (DESPESAS FIXAS = 25,00%) + (LUCRO = 10%) totaliza = 63,93%;

3)    Calcular o Markup (Divisor) = 100,00% - 63,93%  = 36,07% que dividido por 100 = MARK-UP divisor de 0,3607 – Nesse método divide-se o Custo de Produção pelo Fator encontrado achando-se assim o PV – Preço de Venda;

·         Ambas as fórmulas atendem ao mesmo objetivo;

4)    Calcular o Markup (Multiplicador) = 63,93% dividido por 100,00 = 0,6393 – 1 = 0,3607 > 1 dividido 0,3607 é igual ao MARK-UP multiplicador de 2,7724. Nesse método multiplica-se o Custo de Produção pelo Fator encontrado achando-se assim o PV – Preço de Venda;

·         Ambas as fórmulas atendem ao mesmo objetivo;

  

FÓRMULA PARA LUCRO – SIMPLES NACIONAL ou SUPERSIMPLES:

 

1)    PRODUTO: Todos os impostos citados encontram-se inseridos nas Faixas de Cálculo do DAS = (ICMS+IPI+PIS+COFINS+CSLL+IRPJ+INSS = Entre 4,00% e 11,61% de acordo com a Faixa de Faturamento da empresa);

2)    Exemplo: (DAS = 10,00%) + (COMISSÕES = 1,00%) + (DESPESAS FIXAS = 25,00%) + (LUCRO = 10%) totaliza = 46,00%;

3)    Calcular o Markup (Divisor) = 100,00% - 46,00%  = 54,00% que dividido por 100 = MARK-UP divisor de 0,5400 – Nesse método divide-se o Custo de Produção pelo Fator encontrado achando-se assim o PV – Preço de Venda;

·         Ambas as fórmulas atendem ao mesmo objetivo;

4)    Calcular o Markup (Multiplicador) = 46,00% dividido por 100,00 = 0,4600 – 1 = 0,5400 > 1 dividido 0,5400 é igual ao MARK-UP multiplicador de 1,8518. Nesse método multiplica-se o Custo de Produção pelo Fator encontrado achando-se assim o PV – Preço de Venda;

·         Ambas as fórmulas atendem ao mesmo objetivo;

 

 

IMPORTANTE:

  1. Os 25% de Despesas Fixas é uma estimativa. Devemos buscar a informação correta;
  2. A redução do Mark-up, ou seja, do Preço de Venda deverá ser focada tanto nos Custos da Produção (Reduz o Preço de Venda), como na redução das Despesas Fixas e demais Despesas variáveis passíveis de redução, por exemplo: Comissão de Venda de 2,00%.
  3. ATENÇÃO: Cuidado especial deve ser dado as Matérias Primas que apresentarem a figura do Tributo denominado “Substituição Tributária” que no caso das Indústrias, regra geral, não se aplica.

 

Ficamos a disposição para maiores esclarecimentos, atenciosamente,

 

CFI - Consultoria Financeira Inteligente Ltda.

www.cfi-pe.com.br - Fone: 0.81.3428.5151 

Fale Conosco: http://cfi-pe.com.br/contato.php



Escrito por Grupo CFI às 11h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


 

  • Mais informações em : http://cfi-pe.com.br/
  • Curta nossa pagina no Facebook : https://www.facebook.com/pages/CFI-Consultoria-Financeira-Inteligente-Ltda/779150672122837?ref=hl
  • Siga-nos no Twitter em: https://twitter.com/grupo_cfi
  •  




    Escrito por redesocial às 18h00
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


    [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
     
    Histórico


    Votação
    Dê uma nota para
    meu blog



    Outros sites
     CFI - CONSULTORIA FINANCEIRA INTELIGENTE
     GTI - GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
     SWI - SOLUÇÃO WEB INTELIGENTE
     TWITTER DO GRUPO CFI